SEGUIDORES

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Quando vale a pena insistir num casamento ruim ?

Por Pr Ismael

Se existe algo pelo qual nós lutamos em nosso ministério isso se chama casamento. Gostaríamos de ver todos os cristãos experimentando a alegria de uma vida a dois maravilhosa, prazerosa e profícua. Mas ,infelizmente, essa ainda não é uma realidade mesmo entre os cristãos.
É claro que existe um grande número de casais se deliciando, vivendo mil amores dentro de casa, vemos gente feliz da vida com seu cônjuge, e na maioria das vezes, quando isso acontece, verifica-se que por trás dessa vivencia bonita, princípios do evangelho estão sendo obedecidos pelo casal.
Eles são um sucesso enquanto casal porque Jesus é a luz de suas vidas, há um padrão de conduta, o egoísmo é diminuído, o amor é aumentado, o respeito pelo direito e sentimentos das demais pessoas são considerados. E eles prosperam, geram filhos saudáveis, filhos para Deus, eles tem alegria de estarem juntos, eles passeiam, vão à igreja, visitam os amigos e são visitados, tem sonhos que estão em andamento, a saúde emocional vai bem, há serenidade e paz, eles fazem um do outro uma prioridade e não uma opção, eles transam, gostam de sexo, mas o sexo não é um deus na vida deles.
Quando falo de casais que são um sucesso, eu não estou falando daqueles casais que tem Jesus apenas como um sentimento e cuja grandeza não se confirma em seu estilo de vida. Porque nesse caso, aquele que mentia, continua mentindo, quem adulterava, continua adulterando, mesmo que virtualmente, aquele que maltratava a esposa, continua a faze-lo, e aquela que veio para ser uma ajudadora  nada acrescentou na vida do marido.Esses são os que gostam de Jesus, porém ele ainda não é Senhor deles.
Creio assim, ou o casal procura conhecer e obedecer os caminhos de Deus para nele andar ou viverão de altos e baixos, mais baixos do que altos até que um dia concluam que “não dá mais”.
Pois bem, vamos em frente. É comum também casais onde um, geralmente a mulher, luta para ser feliz em família, mas o outro não está no mesmo ritmo, tem o egoísmo como regra de vida e não vê necessidade de mudanças no seu comportamento.
Há casos onde a vida se torna morna, mas sem grandes transtornos e então eles vão levando uma vida sem graça.Entretanto, há casos, onde o egoísmo do marido não vem só, vem acompanhado de hedonismo, ou seja, “eu faço aquilo que me dá prazer, não importa se é certo ou errado, o que importa se me é prazeroso. Se ferir alguém, paciência, eu sou assim e não mudo”, assim vive o hedonista.
Temos mulheres maravilhosas, gente do do bem, gente de Deus vivendo debaixo de um jugo desses. Temos mulheres que se libertaram do jugo do diabo , no entanto, estão ainda debaixo do jugo de um marido violento e cruel. Não são poucas as filhas de Deus que apanham, que são violentadas com sodomia, humilhadas nas comparações sexuais, e que pensam que se forem boazinhas eles podem mudar, vivem a vida a espera de um milagre. Olha, os milagres são exceções para a vida.O Senhor já indicou o caminho para que não vivêssemos uma vida dependente de milagres, eles acontecem, são até provocados por nós, mas não há garantias nisso.Tenho recebido muitas cartas de mulheres assim, cujos maridos não tem o menor temor a Deus, e elas vivem no sofrimento. Sabem das amantes, sentem o cheiro da outra, vêm suas marcas no corpo do marido, mas esperam mudanças, enquanto isso, vão envelhecendo com doenças emocionais, os problemas de saúde surgem no seu organismo, vão se acabando enquanto gente. Na igreja pouco trabalham porque “não tem testemunho”e assim vão se anulando, morrendo mesmo, e o milagre não vem, exceto para algumas, não muitas ou será que eu estou errado. Será que todos os maridos irão se converter? Se estou errado, porque a Palavra diz: “Como sabe mulher, se salvará o seu marido?” Ou será que todos iremos para o céu? A verdade é que Deus tem outros caminhos que não o milagre, e isso envolve o ser humano.
Eu creio no poder de Deus mediante a fé, mas creio também que tem casamentos ruins que nunca foram do aprovo de Deus a sua continuidade, é possível que muitos não foram ajuntados por Ele. Será que Deus sendo Pai, vendo uma filha sendo sodomizada, diminuída ao pó nas mãos de um mal caráter, olha e na sua passividade, diz “Filha, você está na prova, agüenta mais uns trinta anos aí, espera ele adoecer e quando não tiver mais virilidade, quando a ereção acabar ele voltará para você”. Não creio nisso, mil vezes, não. Crer assim para mim é não crer na bondade de Pai.
A liderança, os irmãos da igreja dizem, continua orando ( e apanhando), mas será que não há outra saída, será que tem que ser sempre assim. Então, quero pensar sobre isso para ver se posso de alguma forma posso ajudar algumas delas, quem sabe o que vou dizer não seja a melhor solução, nem mesmo é o que querem ouvir as mulheres sofredores, mas reflita, pense comigo e se o que vou dizer servir para você , então aproveite.
A Bíblia diz que aquele que não cuida bem dos de sua casa, é pior do que um incrédulo e tem negado a fé. Ou seja, quem maltrata a esposa, se era crente já não é mais, pois negou a fé, deixou de ser, e é pior do que aquele que não crê em Deus.Então essa é a descrição de um marido traidor, violento, agressivo, que maltrata mulher e filhos. Paulo, escrevendo a igreja de Corinto, disse, em outras palavras,  que quando o marido incrédulo abandonar a esposa crente, esta pode deixá-lo e casar-se com outro ( quando for o caso, quando o amor chegar de novo).
Nós evangélicos recebemos como herança dos cristãos católicos, o pensamento resumido na frase: “Até que a morte os separe”, mas eu pergunto, onde está escrito isso na Bíblia? Em nenhum lugar. Achamos que o cristão nunca pode se separar, mesmo vivendo dentro de um inferno de relacionamento, mesmo sendo vítima de maus tratos, mesmo sendo traída, mesmo não sendo amada. Às vezes, choro quando leio cartas de irmãs cujos marido dizem que não as amam e que não tem desejo sexual por elas, porque elas são gordas, feias, ruins de cama, isso ou aquilo, e ainda assim elas esperam pela sua volta para casa.
Sabe o que a Bíblia diz sobre a durabilidade de um casamento? Que deve ser para sempre, desde que não haja adultério ou abandono por parte do incrédulo. Ela diz “aquilo que Deus uniu, não separe o homem”. Ela não fala nada sobre “até que a morte os separe”.
O ser humano não deve ser causa de separação, deve dar o melhor de si para não ser o motivo de uma separação e divórcio, mas Deus mesmo odiando o divórcio, pode decidir por ele, e o faz, quando o autoriza  nesses dois casos. Como uma excessao, não regra, uma alternativa para evitar o mal maior, a continuidade de um sofrimento.
Vou lembrar você da história bíblica de Nabal e Abigail, ele um marido cruel, beberrão, sem um pingo de amor pela família, amante de seus próprios prazeres, egoísta ao extremo, ela , uma mulher linda, maltratada, desconsiderada, que vivia à margem da história de Nabal. Um dia, quando a tragédia se aproximou de sua casa, ela tomou uma atitude, independente do que seu marido queria ou pensava e agiu em defesa da sua casa. Deus foi com ela, livrou-a de um grande mal, que resultaria na morte de todos seus familiares, e o Senhor para confirmar o seu amor pela família, fulminou o marido louco com um ataque cardíaco que o levou para a sepultura, essa foi a forma que Deus encontrou para resolver o problema de Abigail. E sabe o que mais, fez com que ela se casasse com o Rei Davi, um novo casamento, um guerreiro, rei, poeta, servo de Deus, com defeitos, mas com muitas virtudes também.
As mulheres tem que encontrar o tempo e o modo para por fim num casamento ruim, encontrar com a ajuda de Deus, o ponto certo de até onde suportar, e como agir depois que entender que não é mais o caso de esperar. Até quando investir com seu corpo, que virou um depósito de esperma para ele, com seu trabalho de escrava que lava, passa e cozinha. Esse é o segredo, limitar esse mal no tempo.
E saiba, as mulheres são lentas, de um modo geral, pouco objetivas, inseguras, com relação a uma decisão dessa. Elas relutam mais , insistem mais, algumas acham que não é da vontade de Deus que elas se divorciem  e continuam num sofrimento infernal. Chega a hora que precisam ter fé em Deus e dizer “basta”. Um homem quando tem que decidir por uma separação ele o faz sem tanto sofrimento, pois sabe que vai passar, irá sofrer por uns seis meses, e a sua mente está mais preparada para decisões importantes, ele sabe que vai sofrer um pouco,mas que depois a vida irá se refazer.
Depois de um tempo a espera de um milagre, de um tempo de busca, com jejum e oração , de tentativas e  ajustamento que não deram resultado,  coloque a separação diante de Deus como uma possibilidade e se prepare para isso, se não for essa a vontade de Deus, Ele irá se manifestar como fez com Abraão e Isaque no altar do sacrifício.
E como saber se é o caso ou não de desistir do casamento. Será que devo tentar mais um pouco, será que devo investir? O próprio Deus se  divorciou a de sua infiel Israel, nem Ele suportou esse relacionamento ruim. Depois do divórcio possibilitou o seu retorno arrependida. Essa também é uma possibilidade, sair debaixo de uma relação ruim, e só voltar quando houver provas cabais de uma mudança e conversão. É uma separação pedagógica.
A sabedoria está em olhar para o passado, e se lembrar como foi esse casamento. Era algo que trazia crescimento? Havia amor,  respeito, a provisão e a proteção estavam presentes?  Se a resposta for sim, , então vale a pena lutar mais um pouco, em busca daquilo que tinha valor e se perdeu.O que inadmissível é lutar por algo que nunca foi verdadeiro dos dois lados. Mulher cristã que nunca foi amada, cujo marido não a reconhecia como esposa querida. Então, porque lutar por isso? Ou acreditas que aquele que nunca amou na verdade voltará diferente, amando, sendo um bom homem, gentil, cavalheiro, honesto, fiel., etc. Só um milagre. Isso é o que penso, só vale a pena lutar por algo que um dia existiu como algo bom, caso contrário, coloque-se diante de Deus e volte a viver, sem o semi deus chamado “marido”.Creia que Deus é aquele que te guarda, e siga em frente, cuide de si mesma, dos seus filhos, e quem sabe amanhã, encontre um novo amor, no Senhor.

30 comentários:

Pr Ismael e Pra.Cleire disse...

Quanto ao novo casamento após um divórcio, sugiro a leitura desses dois links:

http://casadosemcristo.blogspot.com/2011/09/divorcio-e-novo-casamento-teologo-luiz.html

http://psicoterapeutacristao.blogspot.com/2009/07/o-cristao-pode-se-divorciar.html

Salviano Adão disse...

MUITO BOM, LINDO BLOG! Eu acredito que Deus criou o homem e deixou o manual de instrução, a “BÍBLIA SAGRADA!” A bíblia é a divina revelação da palavra de Deus e não produtos enlatados, eu costumo dizer que: “As pessoas precisam parar de comer tudo o que dão. E começar a questionar! ” Alguém escuta alguma coisa de alguém, e saem falando, sem questionar, sem saber se é verdade ou não. As pessoas precisam se perguntar! Será que a minha crença esta de acordo com a lei de Deus? Será que a religião que eu nasci sempre me falou a verdade? Quando uma pessoa morre pra onde ela vai? Ela volta? A bíblia apoia o homossexualismo? Quem não herdara o reino de Deus? O que devo saber sobre idolatria, imagens e escultura? O que devo saber sobre o único batismo? Será que tem uma sequência para salvação? A quem eu devo me confessar, quem pode me perdoar? Religião salva alguém? Essas e outras perguntas e respostas em: www.aunicaverdadeemsuapropriabiblia.blogspot.com Você pode dizer, eu já sou salvo amém! Vamos atrás de quem não esta, “Se você quer se dar bem com o mundo seja hipócrita, mas se você quer se dar bem com Deu seja verdadeiro!” divulgue este site, porque : “Eis que vêm dias, diz o Senhor Jeová, em que enviarei fome sobre a terra, não fome de pão, nem sede de água, mas de ouvir as palavras do Senhor. E irão vagabundos de um mar até outro mar, e do norte até ao oriente; correrão por toda parte, buscando a palavra do Senhor, e não a acharão." ( Amós cap 8 ver 11 e 12 )Fale para outras pessoas, por que “O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns têm por tardia: mas é longânimo para convosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se. ”(II Pedro cap. 3 ver 8) e “Que quer que todos os homens se salvem, e venham ao conhecimento da verdade. Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo o homem. (I A Timóteo cap 2 ver 5 e 6) Seja sua bíblia, católica ou evangélica, aqui você vai tirar suas duvidas. www.aunicaverdadeemsuapropriabiblia.blogspot.com E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertara (João cap 8 ver 32) Se você tiver coragem de perguntar, a bíblia terá coragem de responder!

Anônimo disse...

Pr.Ismael, acompanho seus post´s e os recomendo,porém concordo em partes com este.

Pr, o senhor é um formador de opinião, e mesmo que tenha esta opinião, não deveria expressá-la!

Tem uma citação que o sr. MENCIONA : comece e colocar diante de Deus a possibilidade de um divórcio.

NÃAAAO! a bíblia é muito clara em relação à isto.Não existe lugar para lacunas, é isso e ponto final!E qualquer interpretação contrária, é pura expeculação!
obrigada, fique com Deus!
Cibele Lucheti Navarro

Anônimo disse...

Em relação ao estudo do link
http://psicoterapeutacristao.blogspot.com/2009/07/o-cristao-pode-se-divorciar.html
Deixo um comentário:

Em Mateus 19:7-9: “Disseram-lhe eles: Então, por que mandou Moisés dar-lhe carta de divórcio, e repudiá-la?
Disse-lhes ele: Moisés, por causa da dureza dos vossos corações, vos permitiu repudiar vossas mulheres; mas ao princípio não foi assim.
Eu vos digo, porém, que qualquer que repudiar sua mulher, não sendo por causa de fornicação, e casar com outra, comete adultério; e o que casar com a repudiada também comete adultério.”

Em grego:
MT 19:7 legousin autw ti oun mwushV eneteilato dounai biblion apostasiou kai apolusai [authn]
MT 19:8 legei autoiV oti mwushV proV thn sklhrokardian umwn epetreyen umin apolusai taV gunaikaV umwn ap archV de ou gegonen outwV
MT 19:9 legw de umin oti oV an apolush thn gunaika autou mh epi porneia kai gamhsh allhn moicatai

Será que Jesus não entendeu a pergunta dos fariseus? Claro que entendeu! Jesus é a inteligência em Pessoa! Perguntaram-lhe por que Moisés mandou dar CARTA DE DIVÓRCIO (apostasiou - apostasion) e REPUDIÁ-LA (apolusai - apoluo) Entendo, aqui, que Jesus não repetiu a palavra “apostasiou” (divorciar), porque todo divórcio gera o repúdio. E todo abandono é um repúdio. Então, fica claro que não importa se deu carta de divórcio ou se apenas deixou o cônjuge, ambos causam o repúdio. Jesus diz que quem repudia e casa novamente adultera. Em Marcos 10:3-12 acontece o mesmo.

Maria

Anônimo disse...

Bom, acho o assunto bem polêmico, pois como aconselhar que um casal se separe?
Por muitas vezes recebi tal conselho, inclusive por pessoas da minha família, porém nunca segui tais orientações, semre pensei "que se fosse para me separar a decisão tem que partir de mim".
Vivi anos amargos com meu marido, o qual se drogava, ficava dias fora de casa, gastava tudo o que tinha e ainda agredia a mim e aos nossos filhos...
Eu nunca desisti dele, confesso que me "afastei" por longo período, mas separação nunca.
Depois de muitos anos de sofrimento, ele teve o verdadeiro encontro com Deus e hoje tenho um marido maravilhoso. Um homem digno, honrado, temente e fiel a Deus, amoroso com a família, enfim, um homem transformado, lavado e remido pelo sangue do Cordeiro.
Agora eu pergunto:
- E se eu tivesse seguido os conselhos dados outrora? estaríamos ainda casados? meu marido teria se convertido?
Eu acreditei no Deus do impossível, Aquele que prometeu que eu e minha casa serviríamos a Ele e Ele me honrou.
Hoje eu só tenho que agradecer e louvar a Deus, pois só quem tem um drogado dentro de casa, sabe o pesadelo que é a convivência com ele...
Lembrem-se, não existe problema neste mundo que Deus não possa resolver.
Abraços.
E.C.S.Jesus

Pr Ismael e Pra.Cleire disse...

Este post foi editado para ser endereçado a mulheres que estão apanhando de seus maridos, que estão convivendo com um adúltero inveterado, que as maltrata e não para as mulheres que amam seus maridos e estão dispostas a lutar por eles. Foi escrito para atender pessoas como a Irmã Isabel ( fictício) que nos escreveu dizendo da violência do seu marido, que além de adulterar reiteradas vezes, e não se preocupa em pedir perdão, e para finalizar, se contaminou com o virus da aids com uma estranha. Vejo o divórcio como um último remédio, amargo, mas que existe para situações extremas. Isabel não tem mais nenhum sentimento de amor pelo seu marido adúltero, violento e agora contaminado com o vírus, e entendia que não poderia se separar dele em nenhuma situação. Temos visto casos de grandes vitórias, mas temos também visto histórias de mulheres que esperaram e o marido não mudou o seu rumo. Creio que Deus pode devolver o amor, pode trazer o marido, mas também creio, que há casos de casamentos que não foi Deis quem ajuntou, pois o que acontece ali dentro do lar vai totalmente contra o projeto de Deus para a família. Coloque-se no lugar de uma mulher como Isabel cujo marido a força a praticar o sexo anal e veja depois o que diria a ela, como a aconselharia.

Anônimo disse...

Com todo respeito, continuo discordando, pois quando falo "que me afastei por longo período", foi o momento que tomei posição (não faço mais o que não quero), vivi ANOS DE VIOLÊNCIA até tomar coragem e me posicionar diante dele e dar um basta naquela situação. Vivemos como dois estranhos dentro da mesma casa por muito tempo.
Contudo, nunca deixei de orar por ele e acreditar que Deus mudaria aquele quadro.
Ele também aduterou e poderia ter pego alguma DST. Ele mentiu, fingiu, traiu, agrediu...
Mas Deus mudou o curso dequela história, Ele tinha algo diferente para nossa família e eu creio que este é o projeto de Deus para todas as famílias.
As histórias sempre se repetem,não há diferença entre o marido alcoólatra e o drogado, ou adútero todos ferem as leis dos homens e as de Deus,estes agridem suas esposas e filhos e correm os mesmos riscos. Tanto o adútero pode contrair AIDS como o alcoólatra ou o que usa drogas.
Abraços.
E.C.S.Jesus

Anônimo disse...

Eu aconselharia à essa pessoa a afastar-se deste marido, porém, a não pedir o divórcio e nem procurar outro companheiro. Mas, buscar em Deus a libertação do mesmo. Satanás faz a "festa" na vida das famílias e o que se ouve de "conselhos" é para que acreditem nessa derrota e desistem da luta. As pessoas acreditam mais no poder de satanás do que no Poder de Deus. Deus é um Deus que liberta, restaura, cura e faz tudo novo na vida de quem o busca e confia. Quem parte para o divórcio (seja em qualquer situação)e novo casamento, afirma em "voz alta" que Deus é impotente para fazer o milagre. Preferem confiar na força do inimigo. Deus restaura relacionamentos, restaura amor, restaura a saúde, restaura a fé. Deus só não vai agir na vida de pessoas de coração duro e incrédulas, que na verdade, tomaram as decisões sobre a tua vida, sobre o teu casamento (o de não querê-lo mais) e ficam se justificando, e mudando a Palavra de Deus de acordo com suas próprias vontades. Afinal, colocaram uma arma na cabeça dessa pessoa para se casar? A verdade é essa: pessoas que defendem o divórcio e novo casamento estão "advogando" em defesa própria. Diz se não é?
Depois, não se espantem quando Deus disser: "apartai-vos de Mim, vós que praticais a iniquidade!"

Anônimo disse...

Poxa vida, o texto é claro, fala de adultério, violencia, tratamento indigno e desamor contra a esposa. Imagem o mal que isso faz para os filhos do casal. Talvez seja por isso que exista tantos maridos misógenos ( homens que tem rancor de mulher e as maltratam). Misógenos são filhos de pai assim, violentos e que tem judiam da esposa. O texto fala em perdão, oração, jejum, espera, e até em uma separação informal como uma tentativa de provocar mudanças no marido rancoroso, enfim, esgotou todas as possibilidades.O que precisamos entender que o assunto é polêmico e vem sendo discutido pelos pais da igreja desde a muito e não se chegou a uma unidade de pensamento. Existem aqueles que creem que o divórcio não é possível em nenhuma circunstância, e outros que creem que o divórcio e novo casamento seja possível em caso de adultério.O não divórcio é o ideal de Deus, mas não é isso que se vê. E eu pergunto, quer dizer que se um marido for embora com outra, constituir família, gerar filhos, a esposa tem que ficar esperando e pedindo a Deus a volta dele? Como faz? São questÒes difíceis e controversas, mas Paulo nos consola assim ...Agora conheço em parte, mas depois conhecerei plenamente, assim como também sou plenamente conhecido (IC013:12-13) e ainda "o conhecimento dá lugar a arrogância,mas o amor edifica"I Co 8:1.

Anônimo disse...

Pastor foi muito bom para mim esse artigo, gostaria de me aconselhar mais a fundo com o senhor pois vivo a 10anos uma situação muito dificil, e agora acho que não tem mais solução..mas sou cordenadora de um departamento, por isso tenho taentado de todas as formas ,mas o meu caso é muito serio,teve traição da maneira mais doída e polemica que existe.. só estou no casamento porque me u pastor me pediu para amar a alma do meu marido.....gostaria de falar mais com o pr para expor tudo oque aconteceu...

Gabi disse...

Olá desejo que o Senhor continue abençoando este trabalho. abraços fique na paz do Senhor Jesus.
www.mensagensedificantes.com

Anônimo disse...

Devo dizer que a irma E.C.S.Jesus é uma exceção a regra e nao a regra!
Sou filha de pastor, Casei virgem, conheci meu marido dentro da igreja e muito embora nao amasse meu namorado na época fui levada ao casamento pelo meu pai pois este achava que ele era o melhor pra mim. Aos 16 anos fiz o voto do quem Ama espera e nunca havia me relacionado com homem algum. Tinha o referencial de amor de meus pais que eram um casal exemplar. Mas cometi o erro de Moises ao Ouvir Arão e toquei na pedra ao inves de falar e dizer NAO. Nao é isso que eu quero pra mim.
Resultado meu agora ex marido foi um homem abusador, era alcolatra, fazia uso de cocaína, maconha, crack entre outros além de também ter uma sexualidade duvidosa. Durante 10 anos eu percebia que ele nao era totalmente convertido e axava que tava ficando louca por desconfiar dele afinal ele era trabalhador e pra todos era um homem gentil e fiel. Mas a realidade dentro de casa era outra. Fui adoencendo ano apos ano entrei em depressao e quanto mais adoecia melhor ele ficava. Se fosse por jejum e oração teria virado a miss Somalia! ele me levou a ter dois filhos mesmo sem condições pelos quais dei a vida pra te-los e hoje sofro com varias sequelas. a um ano na minha 9 cirurgia ele fez amizade com uma mulher dentro da igreja que frequentavamos e combinou com ela pra que ela cuidasse de mim no meu pos operatorio. Mas o cuidado deles era ficarem trancados no escritorio da minha casa fumando e bebendo. Qndo me recuperei dei um basta e o fiz sair de casa. Mas ate entao nao tinha desistido totalmente. Saia todas as madrugadas escondidas pra saber por onde ele andava. E pra minha decepção ele voltou nao só pras drogas como contraiu um relacionamento homossexual e afundou mesmo. Hj ele vive com outra mulher uma ex namorada dos tempos de adolescencia que sabe de tudo dele mas "o ama" mesmo assim e acredita que vai ajuda-lo.
Eu sofri mt mas conclui que foi a melhor decisao que tomei. Ele mesmo declarou que nunca creu em Cristo e que eu era Santa demais pra ele e que a vida de crente era chata e sufocante demais! Nao tinha adrenalina! O divorcio ta sendo finalizado! e desde que ele saiu de casa nunca mais tomei antedepressivos e hj durmo como uma pessoa normal. Enquanto que qndo ele estava em casa eu passava as noites em claro com medo de dormir com ele pq qndo ele tava alterado abusava de mim e no dia seguinte nao se lembrava de absolutamente nada. ou Se fazia, nao sei! tb era radical qnto a questao do divorcio!
Mas só quem vive um inferno é que sabe até onde é capaz de aguentar! E jesus Cristo ja morreu na cruz por nós. Se eu continuasse seria o mesmo que negar o sacrificio de Cristo pq eu estava morrendo por ele! Hj apesar de tudo tenho paz muito embora o sofrimento seja grande! Mas ainda assim nada comparado ao que vivi!
Pr Ismael e Pra.Cleire Louvo a Deus pelas vossas vidas! Quisera eu ter tido acesso a este material a pelo menos uns 6 anos atras! Qndo sofrimento teria poupado a mim e ao meus filhos!
Que Deus continue a Usa-los com Unção e Graça! E acho que esta questao é de foro Intimo e cada um deve buscar em Deus e analisar a si mesmo até onde é capaz de suportar! Até pq ao colocar a salvação de uma pessoa acima da propria vida e se submeter a situações terriveis é tao pecado qnto a idolatria!
Enfim!

Morgana disse...

Fiquei muito feliz com o texto lido pois eu mesma vivi uma situação semelhante no meu casamento e por mais que as pessoas falassem que eu devia continuar casada por ser serva do Senhor eu orava a Deus e falava com ele. Eu não entendia como podia levar uma vida daquelas, se a outra parte não se preocupa, casamento não é uma só pessoa, ou as duas andam juntas ou não tem como só um ter compromisso, boa vontade e amor para levar adiante. Foi pensando exatamente da forma que o texto descreve que eu decidi me separar mesmo tendo quatro filhos, um casamento de 18 anos. Posso dizer que diante daquilo que vinha ocorrendo foi a melhor decisão da minha vida pois hoje sou muito feliz com meus filhos e Deus tem abençoado muito a minha vida.

Anônimo disse...

porque essa tua materia so fala do homem ruim porque o que tem mais nesse mindo tambem é mullher ruim e que muitos homens por gostar demais aguentam a ficar com elas.

Anônimo disse...

Essa questão não deve ser tratada com permissividade. O que tem que ser levado em conta é o que diz a Palavra de Deus, e não ser considerado caso a caso. Deus não falou individualmente, mas no coletivo. Para "qualquer" pessoa. Os líderes deveriam ser mais fieis a Palavra de Deus e deixarem "suas opiniões pessoais" em relação ao segundo casamento. Não há meio termo! Jesus disse que segundo casamento é adultério e que os que tal coisa pratica ficam de fora do Reino dos Céus. Não há perdão para pecados não abandonados! Parem de dizer o que a Bíblia não diz! Não vêem que estão levando a muitos a perdição? Lembre-se que vocês serão responsabilizados por isso! Preguem a restauração! Preguem o perdão, o amor! Se, ainda assim, não houver como manter o casamento a recomendação é para que fique sozinho. Segundo casamento com cônjuge vivo é ADULTÉRIO! Por favor, líderes, vejam o que vocês têm feito e ensinado! Abram os olhos! Não dá para ficarem "supondo" o que Deus pensa ou faria! Ele deixou escrito! Obedeçam!

Anônimo disse...

Olhem estava lendo o post, e com testemunhos de cada um.
Somos livres, se a senhora E.C.S.Jesus escolheu aceitar o marido e perdoar, é a escolha pessoal e particular dela.
Se a mulher mencionada no post desejar se separar estará amparada pela Palavra de Deus, e ninguém tem que falar nada.
* Seu marido não tem mantido a fidelidade a ela, - Permição para divóricio segundo a palavra.
* Seu marido não tem a amado e respeitado como Cristo à sua igreja
* Seu marido tem feito que ela peque fazendo sexo inapropriadamente,
A Palavra não muda. Se ainda com todos estes problemas ela escolher continuar, e mudar, tbm tem base para isso;
É uma escolha pessoal e particular dela com Deus.
ninguém pode ficar julgando sua escolha;

Anônimo disse...

Qual é a base bíblica para o divórcio e novo casamento? Me digam, pois eu não encontrei na Bíblia! Ah! Vocês estão falando de Mateus 19:9? A tal "cláusula de exceção"? Bom, e se eu disser que a palavra no original da Bíblia (grego) não trata de adultério, como muitas traduções (erroneamente) fala? O termo correto, segundo os originais, é pornéia (fornicação) e não moichéia (adultério). Esses termos são distintos. Um não engloba o outro. Fornicação é sexo antes do casamento. Na época, o hoje chamado "noivado" era um compromisso sério (não era desfeito a toa). O casal era considerado esposados. Havia um compromisso firmado com os pais e a sociedade, antes da consumação sexual. Nesse caso, se um dos cônjuges se envolvesse com outra pessoa, a parte traída podia quebrar o compromisso e casar com outra pessoa. Veja: ainda não havia acontecido a relação sexual do casal de "noivos" (não eram casados), podendo, assim (por causa da fornicação de uma das partes) acontecer o repúdio e um novo compromisso com outra pessoa.

É tão difícil entender?

Leia todos as passagens bíblicas sobre esse assunto. A Bíblia não se contradiz.

Que o Espírito Santo vos deem discernimento! A PAZ!

Anônimo disse...

No fim do texto o sr. diz: "Então, porque lutar por isso? Ou acreditas que aquele que nunca amou na verdade voltará diferente, amando, sendo um bom homem, gentil, cavalheiro, honesto, fiel., etc. Só um milagre." Ao aconselhar o divórcio como a única saída possível, o sr. não está limitando o poder de Deus, classificando um marido cruel, violento, adúltero, etc, como alguém que não pode ser tocado nem transformado por Deus?

Anônimo disse...

concordo com o irmao qua fala que o divorcio nao é a vontade de Deus. estou separada a 9 meses e creio que deus vai restaurar meu casamento, porque nada é impossivel para ele. op casamento é um projeto de deus e nada pode destruir um projeto divino, por isso o que eu falo para os irmaos e que continuem orando e buscando pela restauração da familia, para o nome de Jesus seja glorificado e exaltado atraves de nossas vidas. amem

Anônimo disse...

sofredora

Greice disse...

sou casada a 5 anos qndo decidir me casar minha familia toda foi contra mas mesmo assim me casei,tenho um filho de 3 anos e ano passado engrvidei do meu segundo filho ai tudo comecou, ja li conversas pornograficas dele com mulheres uma ate me me contou q teve relacao com ele mas ele mentia dizia q era solteiro, ele trabalha na noite... durante a gravidez ja quis se separar 2 vezes mas sempre q arrumo as coisas ele desiste mas nunca muda o celular dele tem senha p mim nao ver oq tem la. E agora q minha filha nasceu ele voltou a falar em sepracao qndo estava arrumando minhas coisas p ir embora ele quis conversar mas disse p mim q nao vai tirar senha de celular e outras coisas. Disse q eu q to ficando louca q to querendo ser dona dele, n sei oq faco. me ajude!!

Anônimo disse...

Concordo mesmo pq Deus e Deus de mudanças e de transformações!!! DE MILAGRES, DO IMPOSSIVEL ...a resposta é ORAÇÃO...

Anônimo disse...

Acredito que Deus como sendo nosso Pai, quer so o melhor pra gente, assim como temos o livre arbitrio de escolher que caminho seguir. Ficar num casamento destruidor ou se libertar dele, Deus estará do nosso lado pois um Pai sempre quer o melhor para o filho. A biblia é como um manual de instrução da vida não uma regra ou seja são ensinamentos não leis.

Anônimo disse...

Acredito que Deus como sendo nosso Pai, quer so o melhor pra gente, assim como temos o livre arbitrio de escolher que caminho seguir. Ficar num casamento destruidor ou se libertar dele, Deus estará do nosso lado pois um Pai sempre quer o melhor para o filho. A biblia é como um manual de instrução da vida não uma regra ou seja são ensinamentos não leis.

ester jeane Machado disse...

Jesus condena divórcio e novo casamento
Lucas 16:18 apresenta a regra geral: "Quem repudiar sua mulher e casar com outra comete adultério; e aquele que casa com a mulher repudiada pelo marido também comete adultério." Jesus condenou o que tem se tornado comum em nossa sociedade: a prática de deixar um cônjuge para se unir a outro.Eu tenho certeza que nós como seres humanos...tendemos a ir pelo caminho mais fácil...creio no poder da oração...DEUS É UM DEUS DOS IMPOSSÍVEIS, ELE AINDA TRANSFORMA VIDAS , MARIDOS TERRÍVEIS EM MARIDOS MARAVILHOSOS!!!

ester jeane Machado disse...

Jesus condena divórcio e novo casamento. Lucas 16:18 apresenta a regra geral: "Quem repudiar sua mulher e casar com outra comete adultério; e aquele que casa com a mulher repudiada pelo marido também comete adultério." Jesus condenou o que tem se tornado comum em nossa sociedade: a prática de deixar um cônjuge para se unir a outro.Deus é um Deus que faz o impossível acontecer!!!Ele transforma pessoas terríveis em servos, homens e mulheres deveriam buscar a palavra verdadeira e não fábulas humanas!

Anônimo disse...

Li o seu depoimento e fiquei curiosa p saber de como está seu marido hoje, 2 anos após esse publicação....pergunto isso pois tenho vivenciado parte disso que vc relata, meu marido tem um problema com dependência química...as vezes fica um bom tempo sem usar, em comunhão com Deus, buscando mesmo, daí, de repente, de uma hora para outra, acontece o que virou o meu temor constante: ele bebe, usa drogas, desaparece...Adoeci emocionalmente com isso e concordo com tudo que o pastor colocou no artigo...tem um momento em q temos sim que colocar o divórcio como opção diante de Deus.
Espero que sua ahistória tenha mudado para sempre, amiga, mas se ainda ocorrem coisas desse tipo, qual seria a melhor saída?

anakelly nascimento disse...

gostei muito desse blog

anakelly nascimento disse...

gostei muito desse blog

Anônimo disse...

Gente tosca e ignorante!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...